Papel Cult

Abu Lahab – Supplications of the Last… (2013)

Cover

Nota: 7.7

Abu Lahab se firma de vez como um dos grandes representantes do black metal industrial com esse seu Supplications of the Last Gyrosophist, aqui a escatologia ensurdecedora de Humid Limbs of the Torn Beadsman cessa um pouco para prevalecer um estudo mais sistemático do caos, sai a histeria agonizante de Humid e entra a análise fria e calculista do apocalipse particular de Abu. A exploração de sons eletrônicos também é bem mais notável do que nos primeiros trabalhos de Lahab, o estigma lo-fi tão característico nas demos ainda está presente, porém de modo menos rústico e mais nivelado a evidenciar um amadurecimento na parte de produção – ainda que consequentemente anule um pouco do charme de sua obra, mas nada que comprometa a síntese do discurso de Abu.

“Moth Moon Meiosis” e “Her Spleen in the Pond” edificam o ponto máximo do disco, a primeira num flerte com o black metal tradicional a adicionar elementos de dark ambient, esse refletido na camada atmosférica presente nos pequenos e quase inexistentes espasmos de tranquilidade que o disco propõe de modo tímido, instaurando assim um suspense sedutoramente mórbido. O mesmo se repete em “Her Spleen in the Pond”, essa que de fato podemos ratificar como o ápice de Supplications, só que de um modo bem mais visceral e provocador. Aqui Abu explora todo o seu instinto nefasto numa mescla aterrorizante de grunhidos e guitarras distorcidas a criar um ambiente que, em certos momentos, lembra os trabalhos do músico britânico Steven Stapleton – o Nurse with Wound.

Novamente Abu Lahab faz um experimento de anti-música em Supplications of the Last, no entanto, o ensaio agora é mais contido e analítico, o enigmático artista sabe se manter no campo do avant-garde e do noise sem prevalecer a pretensão vazia que grande parte dos músicos/bandas do contexto se submete, algo semelhante ao que o músico japonês Keiji Haino faz em sua carreira solo e em inúmeras colaborações, só que obviamente voltado mais para o âmbito do free improvisation. Em suma, como disse anteriormente, Supplications of the Last Gyrosophist consolida cada vez mais Abu Lahab como um dos nomes mais interessantes na música experimental a figurar o mundo do metal extremo, prescrevendo do melhor modo possível esse vínculo de libertação que só o gênero propicia.

[Download]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 25/07/2013 por em Música, Resenhas e marcado , , , , .
%d blogueiros gostam disto: