Papel Cult

Melhor Faixa: Sleigh Bells – Bitter Rivals

Sleigh+Bells+PNG

Inferiorizar de modo categórico o que o Sleigh Bells faz, digamos… “Sonoramente” ou “musicalmente” é de um egoísmo um tanto separatista. O duo está longe de ser apenas uma representação puramente hedônica e vazia nos moldes de um glam/hard rock arcaico ou de uma versão paródica do complexo de épico que as tradicionais bandas de rock arena ostentam, ou ostentavam no auge dos anos oitenta, até porque não é possível agrupar essas bandas em espécimes de futilidade gratuita sem erradicar qualquer inclinação de análise subjetivista, afinal tudo não passa de representação, como o próprio pop contemporâneo mainstream faz questão de ser e nem por isso é rebaixado ou sentenciado em uma subcategoria. O mais engraçado, e interessante disso tudo, é que poucos notam como o Sleigh Bells caminha entre o popularesco marginalizado, diminutivo, repudiado e o pop alternativo, ilustre, vanglorioso…

Predomina sempre o semblante segregado do duo que, estranhamente, se sobressai como um acessório anômalo em um corpo saudável, ninguém se importa com o fato da dupla sustentar a mesma extasia noise de guitarras que, por exemplo, bandas de shoegaze vomitam de modo igualmente masturbatório, mas que ainda assim todos batem palmas, e babam em cima, e beijam, e tiram fotos e tudo mais; enfim, poderia chamar isso de hierarquia cultural, mas não vem ao caso. Pois agora acontece justamente o contrário: o Sleigh Bells está mais preocupado em diluir o seu som, no entanto, de modo justo e distinto de subordinação cega, o que já havia ocorrido em Reign of Terror, algo que germina involuntariamente na incoerência segregativa que tratei no início da resenha, mas novamente não é o assunto que abordo aqui. O que temos é uma dupla menos noise e mais pop, e que agora pretende seguir nessa linha; “Bitter Rivals” mostra um novo Sleigh Bells que está aí, justamente para contradizer, rivalizar, fazer barulho – agora sob uma bagunça com o pé no freio, mas por questão de segurança e não de covardia.

Ficha

Artista: Sleigh Bells

Ano: 2013

Álbum: Bitter Rivals

Origem: EUA

Gênero: Noise Pop

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 02/11/2013 por em Faixas, Música, Melhores Faixas e marcado , , , .
%d blogueiros gostam disto: