Papel Cult

O lugar mágico de Julianna Barwick

Hreinn Fridfinnsson - Attending (1973)

Hreinn Fridfinnsson – Attending (1973)

Não sei muito bem o porquê de ter criado esse post, talvez seja somente um lembrete de como essa música beira a perfeição, porventura uma necessidade boba de dizer algo, ainda que de modo um tanto rasteiro e sem compromisso. Vontade estranha de criar, responder… Não sei, na verdade me parece mesmo uma nota de arrependimento, um lembrete por nunca ter percebido, até então, tamanha força em The Magic Place, debut da cantora Julianna Barwick, disco que alcança a purificação definitiva em “Flown”, música que fecha o seu álbum de forma sublime. Não há mensagem aqui, não de forma inteligível, mas ainda assim consigo notar comunicação entre Julianna e o ouvinte. Comunicação sensível, acima de tudo. Muito além do material. Algo que de certa forma me assusta, e ao mesmo tempo me encanta.

Às vezes tento decifrar algo na melodia de Barwick, um recado codificado, talvez. Óbvio, falho pateticamente, afinal a mera semelhança do discurso de Barwick à linguística humana me parece um afronte ao entendimento mundano, um resquício do profano em uma manifestação quasi-divina, sendo precisamente nesta canção. Mesmo falhando em decifrar o dialeto de Julianna, volta e meia ainda fico com a mesma impressão de entender algo, na verdade não sei muito bem se é entender, apesar de me parecer sempre uma mensagem agradável que a cantora nos passa, mas que estranhamente só busco naquele instante de entrega. Como um conforto, um sussurro de epifania ao pé do ouvido, sem muita explicação racional. Um sopro de sentido, por alguns minutos. Funciona. Talvez seja justamente esse todo o mistério que rodeia o disco de Barwick, assim como o que existe em torno de sua linda e última canção. Magia, apenas isso. Ora, como se fosse pouco.

2 comentários em “O lugar mágico de Julianna Barwick

  1. Priscila Zann
    17/03/2015

    Escuto essa música e me dá vontade de desenhar pessoas voando haha… É a magia.

    • Ramon Duarte
      18/03/2015

      É o ritual divino de Barwick. hahah

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 12/11/2014 por em Música e marcado , .
%d blogueiros gostam disto: