Papel Cult

Piores discos de 2016

tdy_take_feldman_161013__975001-today-inline-vid-featured-desktop

Os argumentos utilizados para a elaboração desta lista são os mesmos dos anos anteriores: do top 100, escrevo um breve comentário sobre os 10 primeiros colocados, depois disso, listo (sem enumerar) os discos que ainda considero ruins ou abaixo da média – o que depende, obviamente, das notas que constam ao lado de cada título.

Posteriormente, também faço uma lista de EPs, esta limitada apenas ao top 50 devido a falta de lançamentos que considerei realmente ruins ou fracos. Como de costume, as minhas listas não são definitivas, pois não trato crítica como sentença; então, assim como posso ao longo dos próximos anos continuar adicionando novos álbuns à lista, também posso retirá-los em outras revisitações, atualizando-a constantemente.

Post scriptum: a foto do Corey Feldman é meramente ilustrativa pois não escutei o Angelic 2 the Core, logo você não o encontrará nesta lista (ainda).

10. Indricothere – III

a3525078589_10

Projeto paralelo de Colin Marston, músico mais conhecido pelo seu trabalho nas bandas Behold… the Arctopus e Krallice, aqui Colin é quem assume o controle de tudo, desde a programação até a parte instrumental, o resultado final é um dos trabalhos mais preguiçosos que ouvi em 2016. III soa mais como um desperdício qualquer de tempo, uma gravação instrumental aleatória de ensaio onde o músico testa a sua guitarra sem qualquer tipo de compromisso maior.

5980024

9. Dhampyr – Spoiled Nostalgia

Resolvi dar uma chance a esse lançamento do Dhampyr depois de ter gostado bastante de All the Dead Dears, seu álbum de 2013 e que figurou na minha lista de melhores daquele ano; no entanto, este EP (diferente de Dead Dears), que usava como algo positivo o amadorismo característico das bandas de black metal, aqui acaba soando como algo danoso justamente pela sua carência de aprimoramento. Spoiled Nostalgia evidencia uma falta de criatividade por parte de Dhampyr, esta que não estava presente em seu disco de 2013. As composições aqui soam como um projeto entusiasta apenas, e que se perde entre tantos outros do gênero.

5970679

8. Lobão – O rigor e a misericórdia

Gosto do Lobão e de como ele funciona como uma figura midiática controversa, entretanto, nunca fui muito fã de seu trabalho enquanto músico (ao menos não em sua totalidade). Em seu mais recente álbum, Lobão tenta atribuir ao mesmo uma ambição conceitual que não lhe cabe, e que não se sustenta efetivamente, construindo tão somente um exercício de ego que se desconstrói em suas fragilidades, precisamente nessa tentativa falha de soar como algo complexo e de extrema importância, quando nem mesmo se aproxima disso.

a2666602879_10

7. Miss Cutter – Miss Cutter

Não tem muito o que falar sobre esse álbum, o escutei apenas por conta da capa (uma bela e famosa pintura de Caravaggio: Judite e Holofernes). Pois a beleza fica somente por aí. Aparentemente trata-se apenas de alguém brincando com softwares de estúdio de música pela rede mundial de computadores. Não o culpo. Entretanto, como escutei o álbum por completo, não posso excluí-lo da lista. Certamente muitos outros exemplares desse vão figurar em listas futuras minhas, faz parte quando se escuta muita coisa. Vida que segue.

a3338612471_10

6. Blurricane – Two Minute Demo

O grindcore tem o poder de, ao mesmo tempo, reservar uma experiência única e intensa quando bem executado, e apenas expor a representação do que mais parece crianças brincando de fazer barulho no quarto da avó, enquanto a mesma saiu para comprar pão e achocolatado para os seus singelos netos de bochechas rosadas. Pois este exemplar se encaixa melhor no segundo caso.

59385045. 鈴木昭夫 – あいしゃ (a i sha)

Field recording não é ligar um gravador aleatoriamente, ir tomar um cafezinho, e depois voltar pra buscar após meia hora.

a3529555431_10

4. Forest of Harambe – Under the Sign of Harambe

Bem, acho que não.

a2202169322_10

3. Philanthrofaeces – Phlegm

Eu realmente não sei se o vocalista dessa banda é humano mesmo ou uma espécie de felino sendo esfacelado enquanto gravam a sua agonia com bateção de pratos ao fundo. Graças a Deus a tortura dura apenas alguns minutos.

a1274302614_10

2. Crowhurst – The Mountain of the Cannibal Goddess

Não importa o modo como você escuta as duas faixas desse álbum, seja atentamente, com o maior cuidado possível, dando a devida atenção a cada partícula de tempo e minúcias desperdiçadas em seu improvável transe hipnótico, por meio de uma possível persistência irritante, ou apenas colocá-lo para tocar em qualquer minuto sem pensar duas vezes, ele sempre será um gigantesco e insignificante nada.

a0963064128_10

1. Sleep Column – All Dreams Are Hidden

[Top 100 com a capa dos discos]

Top 100

1. Sleep Column – All Dreams Are Hidden (0.1)

2. Crowhurst – The Mountain of the Cannibal Goddess (0.1)

3. Philanthrofaeces – Phlegm (0.1)

4. Forest of Harambe – Under the Sign of Harambe (0.5)

5. 鈴木昭 夫 – あいしゃ(a i sha) (2.5)

6. Blurricane – Two Minute Demo (3.0)

7. Miss Cutter – Miss Cutter (3.0)

8. Lobão – O rigor e a misericórdia (3.5)

9. Dhampyr – Spoiled Nostalgia (3.9)

10. Indricothere – III (3.9)

11. Bommer & HE$H – Google (4.0)

12. Death Grips – Interview 2016 (4.0)

13. Gabriele De Seta – 11:22 (Århus Cuts) (4.0)

14. The Arataca Stoner Farmers – Tales From Arataca (4.0)

15. Rick Astley – 50 (4.0)

16. Nadja – Sv (4.0)

17. Lady Gaga – Joanne (4.0)

18. Future – Purple Reign (4.0)

19. Bannik Krew – Жорсткий щойно випав сніг (4.5)

20. Concreto Morto – A necessidade de produzir sempre foi antagonista do desejo de criar (4.5)

21. Behold… the Arctopus – Cognitive Emancipation (4.5)

22. Syphilic – The Indicted States of America (4.5)

23. Desiigner – New English (4.5)

24. Various Artists – Hiroshima Field Recordings (4.5)

25. Young Thug – JEFFERY (4.5)

26. Xiu Xiu – Drunk Commentary: Dear God, I Hate Myself (4.5)

27. AxH – AxH (4.5)

28. Steve Aoki – 4OKI (4.5)

29. The Strokes – Future Present Past (4.5)

30. MC Carol – Bandida (4.5)

31. Pussy Riot – xxx (4.7)

32. Gnaw Their Tongues – Wenn die leere Seele zur Hölle fährt (4.8)

33. Gorazde – The Catechism (4.9)

34. Magni Animi Viri – Heroes Temporis – World Edition (4.9)

35. Elton John – Wonderful Crazy Night (4.9)

36. Eximperituserqethhzebibšiptugakkathšulweliarzaxułum – Prajecyrujučy Sinhuliarnaje… (4.9)

37. Amnesia Scanner & Bill Kouligas – LEXACHAST (4.9)

38. Myrone – New York Pizza (4.9)

39. Babymetal – Metal Resistance (4.9)

40. Panic! at the Disco – Death of a Bachelor (4.9)

41. Brokencyde – All Grown Up (4.9)

42. Glitter Fortress – Feminine Digital (4.9)

43. Zona Nobre do Fundo do Poço – Experimentos existencialistas vol. I (4.9)

44. Phrenia – Million Miles (4.9)

45. James Ferraro – Human Story 3 (4.9)

46. Frank Ocean – Blond (4.9)

47. Writhing Mass – Human Capital (5.0)

48. Blade of Horus – Monumental Massacre (5.0)

49. Kovtun – O homem e a morte (5.0)

50. 16-Armed Winged Goddess / Oozing Pus – 16-Armed Winged Goddess / Oozing Pus (5.0)

51. ffrond – The Fragments of Tender Light (5.0)

52. S.E.M. Ensemble / Julius Eastman – Femenine (5.0)

53. Iacon – 前兆 O m e n (5.0)

54. Backdrop Falls – Backdrop Falls (5.0)

55. Wire – Nocturnal Koreans (5.0)

56. Dälek – Asphalt for Eden (5.0)

57. Andy Jackson – 73 Days at Sea (5.0)

58. Bull of Heaven – 351: Total Bliss (5.0)

59. Raime – Tooth (5.0)

60. Rihanna – Anti (5.0)

61. Dream Theater – The Astonishing (5.0)

62. Matthew Revert / Vanessa Rossetto – Earnest Rubbish (5.0)

63. Pixies – Head Carrier (5.0)

64. Venetian Snares – Traditional Synthesizer Music (5.0)

65. Ólafur Arnalds – Island Songs (5.0)

66. Meghan Trainor – Thank You (5.0)

67. Enema Noise – Enema Noise (5.5)

68. KGB Nights – Kill Me With Your Beautiful Noise (5.5)

69. Desmadrados Soldados De Ventura – A Pint of Wine / You Should Write That Down (5.5)

70. Asbestos Lead Asbestos – “We Shall Build a Tower…” (Part I) (5.5)

71. Krallice – Hyperion (5.5)

72. Collectif sin ~ – Tour de transmission (5.5)

73. Fet.Nat et Les Coconuts – Please, Stop Saying It’s So Beautiful (5.5)

74. Ánde Somby – Yoiking With the Winged Ones (5.5)

75. Zomboy – Neon Grave (5.5)

76. DJ Kateryna – Hardfemme (5.5)

77. Skilled Mechanics – Skilled Mechanics (5.5)

78. Thanatoloop – No Memory (5.5)

79. Frameworks – Time Spent (5.5)

80. YYU – Memos v.1 (5.5)

81. Cyndi Lauper – Detour (5.5)

82. Bodybag – Public Execution (5.5)

83. Senpai Suicide Club / Lo Tek Dolphin Hackers – Senpai Suicide Club / Lo Tek Dolphin Hackers (5.5)

84. Sun Kil Moon – Under the Canopy (5.5)

85. Marca-Artparasites – Trigger Warning: assombro extremo (5.5)

86. Stefano Guzzetti – Leaf (5.5)

87. Clint Mansell – High-Rise (5.5)

88. Jeff Buckley – You and I (5.5)

89. Kevin Gates – Islah (5.5)

90. Moe Shop – Moshi Moshi (5.5)

91. G.L.O.S.S. – Trans Day of Revenge (5.5)

92. Takeshi Furukawa – The Last Guardian (Soundtrack Preview) (5.5)

93. Toshiya Tsunoda – Somashikiba (5.5)

94. Ed Motta – Perpetual Gateways (5.5)

95. John Carpenter – Lost Themes II (5.5)

96. Man with a Mission – The World’s on Fire (5.5)

97. Sarke – Bogefod (5.5)

98. Criolo – Ainda há tempo (5.5)

99. Frank Ocean – Endless (5.5)

100. Wendy James – The Price of the Ticket (5.5)

 

Igualmente ruins ou fracos

Macklemore & Ryan Lewis – This Unruly Mess I’ve Made (5.5)

Hell in the Club – Shadow of the Monster (5.5)

Charlie Puth – Nine Track Mind (5.5)

Ariana Grande – Dangerous Woman (5.5)

Max Richter – The Leftovers: Music From the HBO® Series – Season Two (5.5)

Bloc Party – Hymns (5.5)

Danny Brown – Atrocity Exhibition (5.5)

Bright Light Bright Light – Choreography (5.5)

Lush – Blind Spot (5.7)

Black Mouth of Spite – Destroyer (5.7)

Especia – Mirage (5.7)

NxWorries – Yes Lawd! (5.7)

Eleanor Friedberger – New View (5.8)

Legenda Aurea – Aeon (5.8)

Hiatus Kaiyote – Recalibrations Vol. 1 (5.8)

Hauser – (Des)Razão (5.8)

Rodrigo San Martín – The Veil Is Broken I: Childhood (5.8)

Autograf – Future Soup (5.8)

Necrofiler – Transmutation (5.8)

Weezer – Weezer [White Album] (5.8)

John Illsley – Long Shadows (5.8)

Otep – Generation Doom (5.8)

A$AP Ferg – Always Strive and Prosper (5.8)

Nick Jonas – Last Year Was Complicated (5.8)

Arca – Entrañas (5.8)

Yesung – Here I Am EP (5.8)

Insectivore / 16-Armed Winged Goddess〉 – Insectivore / 16-Armed Winged Goddess (5.9)

Liferuiner – Nomads (5.9)

E a terra nunca me pareceu tão distante – Medo de morrer | Medo de tentar (5.9)

Spraygun War – Into The Blackness (5.9)

Frankie Cosmos – Next Thing (5.9)

NECRONOMIDOL – From Chaos Born (5.9)

Bob Dylan – Melancholy Mood (5.9)

Bob Dylan – Fallen Angels (5.9)

Misfits – Friday the 13th (5.9)

Beyoncé – Lemonade (5.9)

Florence + The Machine – Songs from Final Fantasy XV (5.9)

The Last Shadow Puppets – Everything You’ve Come to Expect (5.9)

From Ashes to New – Day One (5.9)

 

Top 50 – Piores EPs

1. Crowhurst – The Mountain of the Cannibal Goddess (0.1)

2. Philanthrofaeces – Phlegm (0.1)

3. Forest of Harambe – Under the Sign of Harambe (0.5)

4. Blurricane – Two Minute Demo (3.0)

5. Miss Cutter – Miss Cutter (3.0)

6. Dhampyr – Spoiled Nostalgia (3.9)

7. Bommer & HE$H – Google (4.0)

8. Death Grips – Death Grips Interview 2016 (4.0)

9. Gabriele De Seta – 11:22 (Århus Cuts) (4.0)

10. The Arataca Stoner Farmers – Tales From Arataca (4.0)

11. Bannik Krew – Жорсткий щойно випав сніг (4.5)

12. Concreto Morto – A necessidade de produzir sempre foi antagonista do desejo de criar (4.5)

13. AxH – AxH (4.5)

14. Steve Aoki – 4OKI (4.5)

15. The Strokes – Future Present Past (4.5)

16. Pussy Riot – xxx (4.7)

17. Gnaw Their Tongues – Wenn die leere Seele zur Hölle fährt (4.8)

18. Amnesia Scanner & Bill Kouligas – LEXACHAST (4.9)

19. Myrone – New York Pizza (4.9)

20. Zona Nobre do Fundo do Poço – Experimentos existencialistas vol. I (4.9)

21. Writhing Mass – Human Capital (5.0)

22. Blade of Horus – Monumental Massacre (5.0)

23. ffrond – The Fragments of Tender Light (5.0)

24. Iacon – 前兆 O m e n (5.0)

25. Backdrop Falls – Backdrop Falls (5.0)

26. Enema Noise – Enema Noise (5.5)

27. KGB Nights – Kill Me With Your Beautiful Noise (5.5)

28. Desmadrados Soldados De Ventura – A Pint of Wine / You Should Write That Down (5.5)

29. Krallice – Hyperion (5.5)

30. Collectif sin ~ – Tour de transmission (5.5)

31. Fet.Nat et Les Coconuts – Please, Stop Saying It’s So Beautiful (5.5)

32. Zomboy – Neon Grave (5.5)

33. DJ Kateryna – Hardfemme (5.5)

34. Thanatoloop – No Memory (5.5)

35. Frameworks – Time Spent (5.5)

36. YYU – Memos v.1 (5.5)

37. Bodybag – Public Execution (5.5)

38. Senpai Suicide Club / Lo Tek Dolphin Hackers – Senpai Suicide Club / Lo Tek Dolphin Hackers (5.5)

39. Sun Kil Moon – Under the Canopy (5.5)

40. Marca-Artparasites – Trigger Warning: assombro extremo (5.5)

41. Moe Shop – Moshi Moshi (5.5)

42. G.L.O.S.S. – Trans Day of Revenge (5.5)

43. Takeshi Furukawa – The Last Guardian (Soundtrack Preview) (5.5)

44. Lush – Blind Spot (5.7)

45. Black Mouth of Spite – Destroyer (5.7)

46. Especia – Mirage (5.7)

47. Hiatus Kaiyote – Recalibrations Vol. 1 (5.8)

48. Hauser – (Des)Razão (5.8)

49. Rodrigo San Martín – The Veil Is Broken I: Childhood (5.8)

50. Autograf – Future Soup (5.8)

 

Igualmente ruins ou fracos

Necrofiler – Transmutation (5.8)

Yesung – Here I Am EP (5.8)

Liferuiner – Nomads (5.9)

E a terra nunca me pareceu tão distante – Medo de morrer | Medo de tentar (5.9)

Spraygun War – Into The Blackness (5.9)

NECRONOMIDOL – From Chaos Born (5.9)

Bob Dylan – Melancholy Mood (5.9)

Misfits – Friday the 13th (5.9)

Florence + The Machine – Songs from Final Fantasy XV (5.9)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: